Cozinha

É possível ter uma cozinha sustentável? Descubra!

e-possivel-ter-uma-cozinha-sustentavel-descubra.jpeg
Escrito por Tritury

A cozinha é considerada um dos melhores lugares de uma casa, não apenas pelas refeições compartilhadas, mas por reunir a família e amigos em um ambiente descontraído e relaxante. Então que tal fazer da cozinha um local ainda mais agradável por torná-la sustentável?

Uma  cozinha sustentável traz equilíbrio em diversos aspectos, não somente na parte alimentar, mas também de manutenção do espaço. Uma cozinha verde sempre vai optar por alimentos sustentáveis, produtos de limpeza naturais e vai evitar o desperdício de comida, o que gera economia. Você também pode fazer sua parte ao adotar uma cozinha sustentável, veja como.

Como ter uma cozinha sustentável

Ter uma cozinha verde gera uma grande economia para uma casa em diversos aspectos, diminui desperdícios como o de energia, de itens de limpeza (se substituídos por produtos naturais), e de alimentação.

Conheça agora 10 ideias que você pode usar em sua cozinha para que ela possa ser mais sustentável:

1. Aproveite ingredientes

Aproveitar sobras de ingredientes é uma boa ideia, além de ser de grande importância contra o desperdício. Existem na Internet centenas de receitas que utilizam cascas de frutas e folhas que normalmente iriam para o lixo. São receitas muito saborosas e nutritivas.

2. Compre utensílios duráveis e de qualidade

A cozinha é considerada um dos melhores cômodos da casa não apenas pelas refeições compartilhadas, mas por reunir a família e os amigos em um ambiente descontraído e relaxante. Imagine, então, como seriam ainda mais agradáveis esses momentos se você tivesse uma cozinha sustentável?

Essa atitude contribuiria para o equilíbrio em diversos aspectos, não somente na parte alimentar, mas também na manutenção do espaço.

Uma cozinha verde sempre vai optar por alimentos sustentáveis e produtos de limpeza naturais, além de evitar o desperdício de comida, gerando economia. Quer adotar a ideia? Continue a leitura e veja como!

3. Opte pelo fogão elétrico

A energia brasileira é sempre renovável. Dessa forma, comprar um fogão que utilize a energia elétrica gera uma economia considerável para o lar, visto que o gás é uma fonte não renovável, gerada a partir de resíduos fósseis e, por isso, mais caro.

4. Pense duas vezes antes de comprar eletrodomésticos novos

Ter um liquidificador de última geração ou outro item mostrado na TV pode ser um bom negócio, mas existe a real necessidade de trocar o seu aparelho atual, se ele está funcionando perfeitamente?

É importante esperar o tempo de vida útil de um equipamento. Sabemos que atualmente os eletrodomésticos duram muito pouco se comparados aos mais antigos. Se você tem um item de 10 ou 20 anos atrás, com certeza ele nunca te deixou na mão.

Dessa forma, o melhor é ter paciência e aguardar que tais utensílios parem de funcionar para poder repô-los.

5.  Economize energia em sua cozinha

Uma ótima forma de economizar energia em sua cozinha é desligar o fogo um pouco antes da finalização e deixar que o calor termine de cozinhá-lo.

Outra dica é usar o micro-ondas ao invés do forno do fogão, que demanda mais eletricidade. Faça bom uso da panela de pressão, pois essa é uma ótima forma de economizar o gás ou a energia, visto que esse item reduz em 70% o tempo de cozimento dos alimentos no fogo.

6. Faça você mesma

Ao invés de comprar produtos congelados, faça-os, você mesma, em casa. Além de serem econômicos, são mais saudáveis, já que a procedência é segura.

Uma mini-horta feita por você também é uma excelente forma de ter uma cozinha sustentável, com alimentos mais saudáveis e orgânicos. E também há a possibilidade de aproveitar restos de alimentos para adubá-la.

7. Faça seus próprios produtos de limpeza

Antes de comprar produtos de limpeza tóxicos e abrasivos, experimente criar seus próprios detergentes, desinfetantes e sabões em casa! Eles são tão eficazes quanto os industrializados — e mais saudáveis.

Os ingredientes mais utilizados são o bicarbonato de sódio e o vinagre, que são excelentes para a limpeza e a desinfecção tanto de frutas e verduras quanto da própria cozinha, do chão, das pias e das bancadas.

8. Compre alimentos frescos e orgânicos de sua região

Os alimentos orgânicos não têm agrotóxicos e poluentes, pois são cultivados em solos sustentáveis, que preservam seus nutrientes.

Por esse motivo, são muito melhores para a saúde do que frutas e verduras não orgânicas, que carregam uma quantidade muitas vezes perigosa de venenos, além de virem de longe, podendo sofrer contaminações durante o transporte.

9. Compre produtos em pequenas quantidades

Comprar a granel traz muitas vantagens, além de reduzir a quantidade de embalagens e lixo produzido na cozinha.

Leve uma sacola própria de sua casa ao supermercado para evitar o uso de sacolas plásticas e utilize a caixa ou a embalagem do próprio alimento como “lixeira”.

10. Evite desentupir a pia com produtos químicos

Desentupir a pia com produtos químicos é perigoso tanto para sua saúde quanto para o meio ambiente, pois o que escorre pelo seu ralo irá para outros lugares, podendo contaminar rios e outros ecossistemas.

Se a pia da sua cozinha entupiu, não entre em pânico. Você pode fazer alguns procedimentos simples como:

  • Jogar água fervente na pia, para soltar a gordura;
  • Usar o desentupidor manual com um pouco de água e empurrá-la cano abaixo.

Uma das melhores formas de desentupir uma pia sem produtos químicos, ou usar a força com desentupidores manuais, é adotar um triturador de alimentos. Há muitos no mercado, de diversos modelos e com preços variados.

Os trituradores são práticos porque oferecem uma solução eficaz para restos de alimentos (frutas, verduras e pequenos ossos de carne ou frango), triturando todo o material e transformando-o em pó.

Além de preservar sua pia de entupimentos, evita-se também que a comida apodreça nos lixos sanitários, o que libera gás metano e aumenta o efeito estufa.

Outra vantagem dos trituradores é a pressão que exercem nos encanamentos. Eles também são econômicos na energia, pois, conforme os fabricantes, só precisam ser usados 5 minutos por dia. O gasto não chega a R$ 5,00 no orçamento.

O que você achou das principais formas de adotar uma cozinha sustentável? Que tal melhorar a economia do lar e, principalmente, a sua qualidade de vida e a de seus familiares? Deixe um comentário abaixo com sua opinião ou sugestão!

Sobre o autor

Tritury

Deixar comentário.

Share This